terça-feira, 30 de setembro de 2008

NA TV PIRATINI RS O CIRCO DO CARÉQUINHA



























JUIZ DE FORA - 6/4/2006 - 11:55Casa do Pequeno Artista da AMAC presta homenagem ao prefeito Alberto BejaniNa manhã desta quinta-feira, dia 6, o prefeito Alberto Bejani foi surpreendido por uma manifestação de solidariedade pelo falecimento do Palhaço Carequinha, prestada por professores e alunos da Casa do Pequeno Artista da AMAC. Com canções que marcaram a trajetória do circense e apresentação de um poema do escritor português Fernando Pessoa, os artistas emocionaram o prefeito e a primeira dama e superintendente da AMAC, Vanessa Loçasso.“O espírito do Carequinha vai continuar vivo. Por mais que o tempo passe, não vamos esquecê-lo”, sintetizou o prefeito, sobrinho do Palhaço Carequinha . O instrutor de teatro da Casa do Pequeno Artista, Marcos Bavuso, c onsidera Carequinha um grande gênio dos palhaços: “Ele surgiu numa época em havia grandes palhaços e venceu o desafio de criar uma nova linguagem que encantou várias gerações.”George Savalla Gomes, o Palhaço Carequinha, morreu aos 90 anos na última quarta-feira, em sua casa, em São Gonçalo, no Rio. Consternado com a morte, o prefeito Alberto Bejani declarou luto oficial de três dias pela morte do artista.CarequinhaGeorge Savalla Gomes nasceu no dia 18 de julho de 1915, em Rio Bonito (RJ). Sua mãe, Elisa Savalla, e o pai, Lázaro Gomes, eram trapezistas. Ela estava em cena no placo quando sentiu as dores do parto. Carequinha nasceu no Circo Peruano, que era de propriedade de seu avô, José Rosa Savalla. O pai morreu dois anos depois e foi o seu padrasto, Ozório Portilho, que o levou ao picadeiro pela primeira vez quando tinha cinco anos. Ali mesmo colocou uma peruca de careca no menino e lhe deu o nome artístico de Palhaço Carequinha.Carequinha cresceu nos picadeiros, mas levou seus shows para muito além deles. Representou o Brasil quatro vezes no exterior. Venceu o concurso na Itália de palhaço mais moderno do mundo, representando o Brasil no 1º Festival Internacional de Clowns. Na televisão, Carequinha também foi pioneiro, sendo o primeiro palhaço a ter um programa na TV Tupi, em 1951. O Circo Bombril ficou no ar por 16 anos. Nos anos 80, foi apresentador de um programa infantil na TV Manchete. Carequinha gravou 26 discos e suas músicas tornaram-se muito populares. Seus maiores sucessos foram "O bom menino", "A marcha do carrapato" e "Parabéns parabéns". Fez também sucesso com tradicionais canções de roda, como "Escravos de Jó", "Ciranda cirandinha", "Carneirinho carneirão" e "O cravo brigou com a rosa".*Outras informações com a Assessoria de Comunicação da AMAC, pelos telefones 3690-7967/7979.PREFEITO


*************************************************






na década de 60,quando o circo do caréquinha,estava instalado no Zoológico da
cidade de Sapucaia,no Rio Grande do Sul.Eu tinha5 ou 6 anos,e minha
irmã,Elonira;me levou lá para conheçer o palhaço,que éra,tão,ou mais famoso doque
a xuxa hoje.la no circo, passeamos pelo circo,eo Palhaço caréquinha
converçava com a jente.....foi muito bacana,o Palhaço Caréquinha,me carregava no
cólo pelo picadeiro do circo,me disendo:...o bom menino,não faz pipi na
cama...minha irmã,estava junto tinha uns 15 ou 16 anos।Eu conheci o grande artista,o grande Palhaço Caréquinha,assim como muitas outras crianças pelo Brasil।Nós assistia-mos seu programa pela Tv Piratini Canal 5.carrego estas lembranças comigo ,com alegria.radialista Jota Pedroso



































video

PORTO ALEGRE VISTA DO MORRO SANTA TEREZA

A
PORTO
ALEGRE
VISTA
DA
FRENTE
DA
TV
PIRATINI

REDE TUPI EM PORTO ALEGRE TV PIRATINI CANAL 5 , SEUS ANTIGOS PATROCINADORES

VINHOS
CABEÇA
TOURO
ATMA
KISUCO
GRAPETE
MINUANO
LIMÃO
TELEVISORES
CARAVELLE









A PRIMEIRA SÉRIE BRASILEIRA NO CANAL 5 TV PIRATINI "O Vigilante Rodoviário"

"O Vigilante Rodoviário": série brasileira na TV Tupi(EM PORTO ALEGRE ,RS : TV PIRATINI CANAL 5), Canal 4 REDE TUPI que fez tremendo sucesso por volta de 1963, junto às crianças. O herói era sempre acompanhado por um cão pastor alemão amestrado, chamado Lobo (vide foto), que o ajudava na caça aos bandidos.
Carlos Miranda, o Vigilante, visita em pessoa um emocionado Gamito, seu fãn desde pequenino. Carlos está vivo até hoje e aposentou-se realmente na Polícia Rodoviária de São Paulo. Esta o admitiu em seu quadro como Relações Públicas e o carismático artista passou a divulgar a imagem da Polícia Rodoviária e dar palestras sobre trânsito nas escolas e em todos os lugares onde era chamado.

TV PIRATINI CANAL 5 PROGRAMA AGARRE O QUE PUDER década 60

NA
EXTINTA
TV
PIRATINI
PROGRAMA

AGARRE
O
QUE

PUDER










Por Jota Pedroso








( década60 Eu estava entre estes)




AQUI


MUITAS


CRIANÇAS

GANHARAM

OS

SEUS

PRIMEIROS


BRINQUEDOS


DE
PLASTICO