sábado, 31 de janeiro de 2009

PROGRAMAS AUDITÓRIO 60 / 70 TV PIRATINI CANAL 5 SAYÃO LOBATO


nesta primeira foto preto e branco,vemos Sayão Lobato(calça branca camisa estampada),na Tv Piratini Canal 5.comandando o programa . TV Samba.
na ultima foto,esta o cantor Lindomar Castilhos , de roupas pretas,no programa de Sayão Lobato(de calça branca),na Tv Piratini Canal 5.assista o video com o comunicador.










videoSAYÃO LOBATO :João Baptista Mendes Sayão Lobato nasceu em 24 de junho de 1941, em Camaquã, Rio Grande do Sul। A brincadeira favorita, quando criança, sempre foi o rádio, fazia de conta que estava narrando turfe e futebol. A família de Sayão Lobato era rica, tanto que o primeiro automóvel de Camaquã pertenceu a seu avô. Mas depois que perdeu seus familiares, ainda pequeno, Sayão conheceu um outro lado da vida. Com apenas sete anos era o único sobrevivente de uma família de quatro irmãos, pai e mãe. Sua avó foi quem o criou, mas para isso precisou trabalhar como doméstica. Sayão também precisava ajudar no orçamento dos dois. Trabalhou como engraxate, jornaleiro, chefe da torcida do Internacional e animava programas nas rádios Porto Alegre (1965) e Real de Canoas (1966) e cavalariço no Jóquei Clube de Canoas. Lá, cuidava dos cavalos de Vergara Marques (clique para ver o site) que também era chefe da equipe do turfe na rádio Itaí, que a carreira de radialista de Sayão começou. Certa vez, Jorge Rosa, locutor da apregoação do turfe na rádio Itaí não foi trabalhar no Prado e Sayão se ofereceu para cobrir o horário. Vergara Marques não queria permitir, mas depois de ouvir a gravação experimental que Sayão Lobato fez, resolveu dar um voto de confiança a ele. A receptividade foi tão boa que Sayão permaneceu nas transmissões do turfe da Itaí por anos. Tudo que Sayão Lobato conquistou não foi entregue a ele de “mãos beijadas”, ele precisou ter humildade e correr atrás do que queria. Foi assim que Sayão conseguiu entrar num dos programas mais famosos do rádio gaúcho: Itaí Dona da Noite, que ia ao ar durante a madrugada. A oportunidade surgiu com a ausência de Ari Siqueira Machado, apresentador do programa, e Sayão se dispôs a ficar no lugar de Machado. Após essa substituição, permaneceu como titular.Sayão fez escola e inventou programas que obtiveram tanto sucesso, que até hoje são copiados por outros apresentadores de rádio e televisão. Um deles era o de sair nas ruas e solicitar que as pessoas pedissem a música que gostariam de ouvir. Em 1969, a Seleção Brasileira participou da inauguração do Estádio Beira-Rio. Sayão conseguiu furar o bloqueio da segurança, pois a delegação negava-se a falar com a imprensa. Ele gravou o pedido de cada jogador, inclusive Pelé. Outro programa de muita audiência era o “Não Diga Não”, onde Sayão dava prêmios a quem conseguisse falar com ele durante dois minutos, respondendo suas perguntas, sem falar a palavra “não”. O “Troca-Troca” também faz parte da lista das brincadeiras inventadas pelo radialista, que vendava os olhos do participante e perguntava se ele trocaria o prêmio que tinha em mãos por um outro, muitas vezes pior, como uma caneta usada, por exemplo.Magrinho Elétrico era o apelido de Sayão no rádio, porque ele estava sempre muito agitado e fazendo algo diferente, criando novas modalidades de programas. Comandava o Carnaval de clubes e de rua, fazia circo, programa de auditório, shows em clubes, animava bailes. Trabalhou nas rádios: Difusora, Caiçara e Farroupilha, ***e durante dois anos na extinta * TV Piratini। Seus shows e programas tinham sempre o estilo despojado e divertido de Sayão que transformava simples brincadeiras em grande espetáculo popular। Uma de suas últimas atividades em rádio, foi na rádio 1120, no começo da década de 90.




CREDITOS




www।pucrs.br/famecos/vozesrad/sayao/index.html - 7k -

Nenhum comentário: